Como posso utilizar as NFTs para atrair recursos para a minha empresa?

NFTs

Há muitas maneiras e métodos de usar os NFTs para atrair recursos para uma empresa ou um empreendimento que quer se servir deles.

Estas recompensas podem ser dadas aos funcionários potenciais como um sinal de apreço por eles, considerando a empresa, assim como uma forma de incentivar seus funcionários atuais a permanecerem na empresa.

Algumas outras maneiras de usar os NFTs para atrair recursos para a empresa é doando-os como um presente para clientes e colaboradores.

Por exemplo, uma empresa de american bully classic cinza poderia dar um NFT como presente para alguém que preenchesse uma solicitação para fechar um contrato com a empresa.

Outra maneira de usar estas recompensas é anexá-las a um evento ou a um pacote de assinatura. Assim, é possível distribuir os NFTs como uma forma de produto ou recompensa para clientes e colaboradores.

A grande vantagem desse recurso é que são criações exclusivas e escassas, que possuem um valor de mercado intrínseco à criação e aos interesses do mercado pela arte. 

Assim, as empresas e pessoas que possuem NFTs podem querer investir na aquisição da arte se acreditarem que ela crescerá para prover valor no mercado.

Sendo assim, eles podem ser um recurso digital que funcionários e clientes podem se interessar para promover conteúdos e coleções na internet.

O que são NFTs?

Itens ou aplicações virtuais dentro de um ecossistema onde os tokens são usados podem ser chamados de “tokens não-fungíveis” ou “NFTs”.

Estes ativos digitais são intercambiáveis, mas cada um deles é diferente e único, assim como um item físico.

Com a crescente tendência de jogos baseados em cadeias de bloqueio e outros ecossistemas virtuais, é importante que estes itens sejam tratados como valiosos e únicos.

É aqui que entra o uso de NFTs, já que eles podem ajudar a garantir que cada item virtual seja tratado como se fosse uma peça valiosa de propriedade.

Os tokens não fungíveis são itens ou aplicações digitais que são intercambiáveis, mas específicos, e são uma ótima maneira de criar um ecossistema virtual mais seguro e de fácil utilização para garantir os direitos autorais de uma propriedade intelectual.

“Token” é um termo usado para qualquer tipo de cripto-ativo dentro de um ecossistema virtual, e “não-fungível” é algo que não pode ser trocado ou substituído. Portanto, temos o chamado token não-fungível.

Os ecossistemas virtuais são uma nova maneira de fazer negócios e estão se tornando mais populares a cada dia.

Um dos principais benefícios dos ecossistemas virtuais é que eles permitem a troca e o comércio de itens ou aplicações únicas e intercambiáveis. Estes são chamados de tokens não fungíveis (NFTs), e são uma grande parte da razão pela qual os ecossistemas virtuais são tão populares.

Os tokens não fungíveis são itens ou aplicações digitais que são intercambiáveis, mas específicos e individuais.

Sendo assim, os NFTs são um recurso útil para garantir os direitos de uma empresa de caldeiras flamotubulares horizontais, por exemplo, para promover uma campanha de marketing com autenticidade e exclusividade.

Isto cria um senso de propriedade, diferenciação e exclusividade para os clientes e colaboradores de uma empresa, o que pode levar a uma maior lealdade e patrocínio.

As peças de arte, especialmente aquelas que são raras ou valiosas, podem ser um pouco desafiadoras de serem rastreadas.

Usando o mesmo sistema que é usado para rastrear transações de moeda criptográfica, é possível verificar a autenticidade de qualquer peça de arte digital.

Este sistema garante que nenhuma peça de arte possa ser contestada e que a peça original continue sendo a mais valiosa no mercado.

Como suas origens e propriedade são registradas em uma blockchain, o mesmo sistema utilizado para o mercado de moedas criptográficas, as NFTs (fichas não fungíveis) tendem a ser valorizadas e disputadas entre o público.

Sendo assim, uma empresa pode até, por exemplo, comprar uma réplica perfeita de uma obra de arte, mas é a peça original que tem o maior valor e prestígio entre o público.

Como as empresas podem investir em NFTs

Para um investidor das criptomoedas, há uma variedade de vastas oportunidades que estão disponíveis para fazer negócios na internet, sendo os NFTs um desses recursos.

Assim, esses são um recurso de investimento em ascensão que podem ser utilizados por pessoas físicas e pessoas jurídicas. Sendo assim, os NFTs podem ser um meio de investimento de uma empresa de laudo PGR e PCMSO, por exemplo.

Para isso, os investidores podem investir em NFTs como ativos, ou seja, comprando fichas e depois vendendo-as quando elas aumentam de valor ou então como passivos, rentabilizando com os direitos autorais de uma imagem utilizada.

Dessa forma, apostar nesse recurso é um meio recursivo de obter um retorno sobre o investimento a partir da porcentagem dos ganhos do token.

A melhor parte de investir nesse recurso é que não há limites para o quanto é possível ganhar, já que o lucro e rentabilidade vai ser proporcional com o interesse dos usuários na imagem.

Há uma série de maneiras pelas quais as empresas podem investir em NFTs. Uma maneira é adquirir fichas como Crypto Kitties para permitir à empresa criar e possuir uma carteira com esses recursos de modo exclusivo para usá-los como uma forma de publicidade.

Sendo assim, qualquer outra pessoa que queira reutilizar a imagem terá que adquirir uma licença que lhes permitiria utilizar o NFT para um propósito específico, como por exemplo, criar uma imagem de um corrimão para rampa de acessibilidade.

A terceira opção é investir na plataforma por meio da compra de tokens. Isto poderia permitir que as empresas fossem ativas no desenvolvimento e na governança da plataforma e, potencialmente, até mesmo obter receitas através de taxas de transação.

Algumas das maneiras pelas quais as empresas podem investir em NFTs é incorporando-as ao logotipo da empresa, garantindo o uso exclusivo do logo no mercado de criptomoedas.

Outra maneira é projetar uma estratégia que permita aos clientes se envolverem com a empresa usando os tokens. Sendo assim, os NFTs podem ser utilizados como recompensa após uma assistência técnica notebook Compaq, por exemplo.

Como atrair recursos por meio do uso dessa criptomoeda  

O primeiro passo para atrair recursos com esse tipo de criptomoeda é descobrir o que é preciso produzir em termos de criatividade para destacar a imagem da empresa no mercado digital.

Ao identificar as melhores criações, é importante que a empresa compre os direitos das imagens pelo menor preço possível na tentativa de monopolizar as melhores imagens para conquistar maior parcela do mercado criativo.

Assim, qualquer concorrente que precise utilizar uma imagem para promover uma campanha terá que alocar parte dos recursos para os direitos autorais da imagem.

Por exemplo, se uma empresa de malha pop 10×10 precisar de uma campanha de marketing, ela terá que criar conteúdo para promover os produtos e serviços do negócio.

Mas, se ela não der os direitos de uma imagem NFT, ela terá que monetizar a detentora do ativo.

Sendo assim, se uma empresa escolher bem os criativos que possui, ela poderá reservar os direitos de uma imagem que será procurada por muitas pessoas que querer reutilizar a imagem para outros fins na internet.

As moedas criptográficas são uma forma eletrônica de moeda que pode ser usada para comprar ou vender bens e serviços globalmente, sem a interferência de um banco central.

São uma forma descentralizada de moeda, o que significa que não estão sujeitas a regulamentações governamentais e não podem ser manipuladas pelo comércio internacional.

Há muitas maneiras de atrair recursos através desta moeda criptográfica, mas ela é principalmente através da mineração.

Os NFTs são contabilizados com base nas criptomoedas, estão expostos à volatilidade do preço intrínseco do produto e da variação que as moedas sofrem no mercado.

A mineração é o processo de adicionar transações a um livro-razão público conhecido como uma cadeia de bloqueio, que é recompensada com a moeda criptográfica, que pode ser utilizada para comprar uma cozinha planejada com bancada, por exemplo.

A mineração de moeda criptográfica é realizada resolvendo problemas matemáticos complexos com o poder do computador, a fim de verificar as transações na blockchain.

Considerações finais

Como explicado, não é necessário nenhum software para criar um NFT. Todo o processo é realizado de forma online, em plataformas especializadas. Para isso, é necessário seguir o seguinte passo a passo para criar NFTs:

  1. Criar uma carteira digital de criptomoedas;
  2. Criar uma conta em uma Exchange;
  3. Realizar o cadastro em um marketplace de criptomoedas;
  4. Desenvolver um projeto de NFT;
  5. Minerar o NFT;
  6. Comercializar o NFT.

Uma vez registrado na rede, o NFT está imediatamente disponível para a compra e venda no mercado.

O processo de criação e venda de uma NFT é integrado, o que significa que quando se cria uma NFT, além de inserir os dados do arquivo, também se devem definir as opções de marketing.

Uma vez registrado, igualmente, o NFT já está disponível para compra no mercado, seja para divulgar um rack com painel madeira madeira ou então uma outra aquisição da empresa.

Está imagem pertence ao banco de imagens FREEPIK e pertence ao artista Master1305

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =