O que fazer com um computador antigo?

Veja algumas dicas de como descartar com responsabilidade os eletrônicos antigos.

Sempre estamos em busca de inovação tecnológica em nossa vida e a prova disso é aquele desejo de ter o último lançamento de algum eletrônico que vem com a promessa de mudar a nossa vida.

Adoramos saber os benefícios e facilidade que o novo produto vai trazer, mas, esquecemos de pensar qual destino o eletrônico antigo vai ter. Se você deseja saber como destinar de forma correta seu computador antigo continue aqui.

O que é Lixo eletrônico?

O lixo eletrônico, conhecido também como E-lixo, resíduos de equipamento eletroeletrônico (REEE) que não tem mais função ou utilidade a que foram fabricados. Também os resíduos eletrônicos são classificados em categorias como:

  • Equipamentos de Grande porte: geladeiras, freezers, máquinas de lavar, fogões, ar condicionados, micro-ondas e grandes TVs;
  • Pequenos equipamentos e eletroportáteis: torradeiras, batedeiras, aspiradores de pó, ventiladores, mixers, secadores de cabelo, ferramentas elétricas, calculadoras, câmeras digitais e rádios;
  • Equipamentos de informática e telefonia: computadores, tablets, notebooks, celulares, impressoras e monitores;
  • Pilhas e bateria portátil: pilhas modelos AA, AAA, recarregáveis e baterias portáteis de 9 V.

Já pensou que aquele primeiro celular ou computador que você comprou ainda pode estar circulando por aí? Independente do porte do produto todos têm um impacto nada agradável se não for descartado do jeito certo.

Qual é o impacto do descarte incorreto no mundo?

Além dessas preocupações globais e locais é necessário entender como isso afeta a nossa vida.

Segundo o último relatório da ONU (2020), o Brasil foi o país que mais gerou resíduos eletrônicos da América Latina, sendo que cerca de 1,5 milhão de toneladas produzidas por ano, apenas 3% desse lixo eletrônico é reciclado ou descartado de maneira consciente.

É um grande impacto para o meio ambiente, não é mesmo?!

Vale destacar que os eletrônicos possuem diversos materiais em sua composição (plásticos, metais, vidros), peças que podem ser retiradas e utilizadas como matéria-prima de novos produtos, fora que o impacto social e econômico também são beneficiados com a geração de novos empregos além de gerar novos empregos.

Consumo Consciente: Uma ideias que valem para a vida.

Em meio a esses dados, surge uma nova tendência de compra, o consumo consciente. Essa prática consiste em ser um hábito ou estilo de vida que contribui para o bolso do consumidor e para o meio ambiente. Há uma prática no consumo consciente que é denominada de 3R’s da sustentabilidade:

Passo 1: Reduzir

Seguindo de ordem cronológica, o reduzir é o primeiro ponto que devemos ter em mente quando pensamos em sustentabilidade. Quando você reduz significa que alguém ou você está deixando de extrair um componente natural da terra, ou seja, reveja quantos produtos você comprou e logo após descartou? Então, quando você pensa consciente e reduz, automaticamente você está deixando de impactar o meio ambiente e economizando.

Passo 2: Reutilizar

O segundo passo está relacionado a dar preferência aos produtos que sejam mais sustentáveis, trazer outra roupagem para um produto.

Essa alternativa está ligada ao toque de criatividade e utilidade de materiais.

Quantas vezes você já pensou que peças de um eletrônico poderiam servir para outras finalidades?

A ideia aqui é a ressignificação de um produto.

Passo 3: Reciclar

É o terceiro passo e mais difundido minimizar os impactos ambientais. Pensar nas nossas atitudes e como resolver os problemas de resíduos está na característica de reciclar.

Encaminhar o produto para ser reciclado, por meio da coleta seletiva ou pesquisar se o fabricante tem a destinação correta para aquele eletrônico é um caminho para despertar o hábito sustentável.

Esse processo é benéfico tanto para o meio ambiente quanto para o lado social porque gera renda para os coletores de resíduos ou cooperativas.

3 Ideias de como aplicar os 3R’S no seu dia a dia

Agora que você já tem conhecimento dos 3R’S, deixamos 3 dicas para você dar um novo formato ao seu E- lixo:

1. Decoração e Confecção de acessórios.

Quem não gosta de dar um toque personalizado em sua casa ou ambiente de trabalho? Já pensou que aquele ‘modem’ antigo poderia se tornar um porta-chave ou peso de papel?

Ou Aquele teclado poderia ser acessórios de beleza (brinco e colar) e se aquele monitor obsoleto tornar-se um abajur ou uma casa para seu pet?

Deixe a criatividade e a customização tomarem conta da sua imaginação.

2. Criação de outras soluções tecnológicas.

Trazer uma nova funcionalidade para aquele eletrônico pode ser interessante, pois além de colocar em prática seu conhecimento, pode ajudar a criar experiências de consumo com as ferramentas para que você aprimore mais tarde.

Já pensou o que poderia ser melhorado em um sistema ultrapassado?

É com essa pergunta que você pode levantar possíveis soluções para um novo produto.

3. Reutilização com foco na diversão.

O gerenciamento do planeta em que você vive deve estar pautado na cooperação, ou seja, já pensou que aquele computador pode não suprir mais a sua necessidade, mas, pode ajudar alguém?

Se ainda estiver em boas condições, você pode optar por doar para uma ONG, escola ou para alguma pessoa que precise fazer tarefas básicas com o uso da tecnologia.

Conclusão

Agora que você já tem ideias de como incluir hábitos sustentáveis em sua vida, continue acessando outras matérias relacionadas ao conteúdo logo abaixo.

Mas e você, o que vai fazer com seu lixo tecnológico daqui para frente?

Deixe nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.