Saiba como aplicar os 4 P’s na sua empresa

4P's

Entre os diversos aspectos e características que são levados em consideração na hora de montar uma estratégia para o sucesso de um negócio, os 4 P’s do marketing são alguns dos mais importantes, principalmente para o e-commerce ou marketplace.

Desta forma, boas estratégias de marketing são de extrema importância para impulsionar uma marca ou negócio.

Os 4 P’s consistem em: preço, produto, praça e promoção. Embora seja muito falado, alguns empreendedores não sabem como aplicar da maneira correta, ou confundem os termos.

E neste artigo, será possível entender como funciona cada um dos P’s e como aplicar da maneira correta em uma estratégia, para o crescimento de um empreendimento.

Os 4 P’s

Também chamado de composto ou mix de marketing, dentro do universo do marketing, os 4 P’s são os 4 fatores fundamentais para obter sucesso de vendas de qualquer negócio, e por coincidência, essas palavras começam com a letra P.

Essa foi a maneira que especialistas na área de marketing acharam para chamar a atenção sobre esses conceitos centrais, facilitando o aprendizado e o planejamento estratégico.

De forma simplificada, os 4 P’s são divididos em Produto, Preço, Praça e Promoção, e são considerados os pilares que sustentam o planejamento de marketing. Abaixo, uma explicação mais profunda sobre cada um:

Produto

O P que representa o produto é aquilo que a empresa oferece ao mercado, sejam elas, mercadorias físicas, como regador de plantas infantil ou serviços.

Isso significa, que é tudo o que é vendido para o cliente. O produto também está relacionado à demanda que cada mercadoria mantém, interferindo diretamente na estratégia de vendas.

Desta forma, no caso de produto físico, é importante que a descrição seja bem definida na hora de ser oferecido, tal como suas características, tamanhos, cores, formatos, embalagem, entre outros.

No caso de serviços como montagem de cabeçote, também devem ser especificadas as condições e características das quais os serviços serão prestados.

Essa definição serve para entender os objetivos, tanto para a empresa no momento em que cria o planejamento, quanto para o cliente na hora da decisão de compra. 

Preço

O preço se refere ao valor final do produto oferecido aos clientes, e vários fatores como a produção, valor social, exclusividade de mercado, entre outros, deve ser levado em consideração ao chegar nesse valor.

Porém, esse valor deve ser apropriado com a realidade do produto. Os consumidores variam de comportamento dependendo do produto oferecido, na maioria das vezes não se importam em pagar caro em itens de necessidade ou de desejo.

Outras vezes, por mais barato que seja um produto considerado desnecessário, não compram.

Esse cálculo também pode acabar variando de acordo com as necessidades da empresa, com uma queima de estoque para diminuir prejuízos, equiparar com a concorrência, ou ser atrativo para o cliente. Dentre essas variáveis estão:

  • Listas e cálculos de formação de preço;
  • Modelo de receita;
  • Descontos e promoções;
  • Variações por região;
  • Formas e condições de pagamento;
  • Exclusividade.

Para alavancar as vendas e os lucros, é preciso colocar o preço ideal. Isso pode ser feito com um balanço das vendas ou uma análise dos valores da concorrência.

Praça

A praça se refere ao local em que os produtos e serviços são oferecidos, pensando de que forma o consumidor chega até o produto, independentemente de ser por meio físico ou online.

Além do local de venda em si, é pensado em toda a estrutura de distribuição e logística, como será o transporte e entrega dos itens vendidos.

Tanto no local físico quanto online, deve ser visualmente agradável, pois a movimentação de compra e venda será feita na praça e deve ser um local confortável para a negociação de ambos.

A praça também determina onde está o cliente da empresa ou marca, se tornando o item que mais depende de estratégia, tanto de marketing quanto de vendas, já que depende do alcance.

Promoção 

O pilar da promoção trata-se da forma de divulgação, os esforços que a marca se propõe a realizar para alcançar clientes e conseguir vender seus produtos. É a forma como esses itens serão exibidos.

Ou seja, é a maneira como a empresa está construindo a imagem que será vista por todos, e sendo reconhecida por suas características.   

O intuito da promoção engloba todas as estratégias de divulgação, tanto para o e-commerce, quanto para lojas físicas, espalhadas por todos os meios através de propagandas nos meios de comunicação, como TV, jornais e redes sociais.

Com isso, é possível atrair os clientes apropriados e fidelizar os já compradores, além de ganhar destaque no mercado baseado no marketing estratégico. 

Por que os 4P’s do marketing são importantes

Os 4 P’s do marketing tem tanta importância por serem os pilares principais de qualquer estratégia de vendas. Assim, como o laudo avcb bombeiros, que é um documento que comprova a segurança da edificação é importante para evitar processos e multas.

As vendas de certa forma são responsáveis pela continuidade do negócio. Pois sem ela, não é possível se manter e consequentemente expandir no mercado.

Portanto, os 4 P’s são indispensáveis na hora de montar essa estratégia, e cada um tem a sua devida importância, dar mais atenção para um do que para outro, pode gerar resultados negativos. 

Como aplicar cada um deles

Tendo em vista os benefícios que a implementação desses pilares oferece, a seguir é possível entender passo a passo como uma empresa deve aplicar essa estratégia de forma prática, como um piso emborrachado para cozinha.

1. Conhecer o público 

O primeiro passo para uma estratégia de marketing eficiente, é saber qual é o público-alvo da empresa, só assim será possível entender quais produtos oferecidos será mais procurados por determinado tipo de cliente.

Essa definição pode ser feita através da pesquisa de mercado, segmentação, de acordo com a área geográfica, ou o comportamento dos consumidores.

Existem ferramentas apropriadas para a coleta desses tipos de dados. Em cima disso, é possível criar uma persona. Ou seja, uma idealização dos clientes ideais.

2. Pesquisa de mercado

Como citado anteriormente, para entender quem é o público-alvo, é necessário fazer uma pesquisa de mercado.

Porém, a pesquisa de mercado não serve exclusivamente para entender o público, mas também para ter uma visão mais clara sobre a concorrência, observar as estratégias de marketing usadas por eles, ou ter insights sobre o modelo de negócio.

3. Definir objetivos e metas

Com metas e objetivos claros, é possível seguir o caminho do sucesso. Assim como um laudo de insalubridade e ltcat é importante para garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável.

As pesquisas anteriores permitem que a empresa conheça as necessidades, hábitos e dores da persona, facilitando a definição e objetivos atingíveis dentro do Marketing.

A metodologia Smart pode ajudar na elaboração dessas metas e possuem as seguintes características:

  • S: especifico;
  • M: mensurável;
  • A: atingível;
  • R: relevante;
  • T: temporal.

Entre esses, deve ser pensado qual objetivo a empresa quer alcançar, fidelização, conversão, engajamento, ou se tornar referência no mercado. Assim como alguém que procura internação para tratamentos de alcoolismo busca resultados. 

4. Estratégia personalizada 

Por conta da concorrência gerar empecilhos no sucesso de um negócio, é preciso trabalhar os 4 P’s dentro de uma estratégia de marketing, levando em consideração as ações da concorrência.

A análise feita anteriormente pode ajudar a identificar algo e utilizar na estratégia montada, seja na alteração dos valores, formas de pagamentos, meios de divulgação, entre outros.

O importante é montar uma estratégia personalizada de forma sólida, como se fosse usado pedra de construção, garantindo diferencial no mercado competitivo. 

5. Definir um posicionamento 

O posicionamento de uma marca ou empresa é considerado importante tanto quanto o preço ou produto. Isso porque os clientes optam por consumir algo com que se identifiquem, seja pelos seus ideais ou princípios, agregando valores.

Uma marca que se posiciona de forma coerente, de acordo com os ideais do público, como por exemplo, oferecer produtos sustentáveis, ajuda a segmentar quem serão os consumidores e evitar a concorrência. 

6. Mix de marketing 

O mix de marketing proporciona para a empresa trabalhar com diferentes estratégias de forma simultânea, a fim de atingir mais clientes. Dentre algumas estratégias que podem ser utilizadas são:

  • E-mail marketing;
  • SEO;
  • Redes Sociais;
  • Marketing de Conteúdo;
  • Inbound;
  • Outbound;
  • Marketing de relacionamento;
  • Marketing de indicação;
  • Marketing social;
  • Estratégias tradicionais offline.

Assim como um retificador controlado, esse modelo de estratégia irá atingir o perfil de cliente mais adequado para a empresa.

7.Elaborar um plano de marketing 

Após todas as pesquisas, é essencial elaborar um plano de marketing, com metas, etapas, estratégias, entre outros, e colocar em prática. Dessa forma, será possível alcançar resultados positivos de maneira mais prática e funcional.

Considerações finais

Com os 4 P’s do marketing é possível se destacar perante a concorrência, criar um modelo de negócio único e especial, além de identificação entre os clientes e marcas.

Uma empresa que consegue trabalhar esses 4 pilares de maneira consciente, entendendo as limitações e potenciais que cada um oferece, é possível gerar mais lucros e driblar a concorrência. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − nove =